Life is Movement

by Born to Freedom

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
02:39
3.
4.
5.
6.
7.

about

Esse disco da Born to Freedom deveria ter saído há dois ou três anos, mas só agora ele chega aos nossos ouvidos. Dividimos com vocês nas próximas linhas o que isso significa para nós.

A vida é um emaranhando de experiências que vão além do hardcore e da banda, e é preciso entender que a banda é só um pedaço que nos une coletivamente em uma atuação nessa vida, não é o único espaço interessante. Temos a péssima mania de achar que, por vivermos tantas coisas legais graças ao hardcore, conhecermos pessoas, lugares e bebermos do "do it yourself", só poderemos obter tudo isso através dele e da banda, mas nos enganamos, não são um fim em si mesmos, existem outros espaços importantes que precisam receber essas ideias que tanto cantamos.

E desse jeito fomos tocar hardcore em outros espaços: na sala de aula, no escritório, na faculdade, na agência, nos sindicatos e movimentos. Deixamos de usar as palhetas e passamos a usar a palavra e nossa atitudes, a vida foi fazendo outros convites e fomos aceitando diante da riqueza de experiências ofertadas.

Frente a tantos chamados, a banda sempre foi um espaço com tempo determinado; por causa disso, escolhas foram feitas: ou tocávamos ou gravávamos e íamos compor mais. E nessa hora a gente não hesitou em escolher a primeira opção. Somos partidários desse existencialismo, da prática como a melhor escola. Uma admirável mulher deu a letra uma vez: "Seis meses de revolução farão mais para a educação das massas atualmente não organizadas do que dez anos de reuniões públicas e distribuição de panfletos” (Rosa Luxemburgo).

Escolhemos tocar e assim dividir esses momentos com vocês na correria dos eventos: foram alguns shows, mini-tours e muita ideia, mas faltava o registro e em nosso mundo isso é algo importante – "A luta do homem contra o poder é a luta da memória contra o esquecimento" já nos dizia um romance tcheco (“O livro do riso do esquecimento”, Milan Kundera). Então, após nós mesmos entendermos a importância desse registro, subtraímos tempo de tantas atividades para guardar em nossas memórias e canções um pouco da nossa história.

Agradecemos a cada um dos envolvidos nessa nossa curta trajetória, que continuemos o movimento e que com este façamos a nossa vida cada vez mais extraordinária – ou que esse movimento pelo menos nos faça sentir as correntes que nos prendem e nos coloque em busca da destruição delas (Rosa Luxemburgo).

credits

released August 24, 2016

Born To Freedom é:

Shilton Roque | Adalberto Almeida
Jael Barbosa | Caio Lemos | Max Barros

Produzido, Gravado, Mixado e Masterizado por Cássio Zambotto
Guitarra nas faixas 2, 3, 4, 5 e 6 por Victor Laquay
Voz em "Noisy Place" por Rodrigo Lima (Dead Fish); gravada por Alexandre Zampieri no Estúdio Costella (São Paulo/SP)
Voz em "Real Walls" por Victor Franciscon (Bullet Bane); gravada por Danilo Souza no Toth Studio (Guarulhos/SP)
Produção em "Intro" por Guilherme Albuquerque
Voz em "Intro" por Rafael Bessa
Harmonia vocal em "Wasting Time" e guitarra em "Lights Of Men" por Cássio Zambotto
Assistência de mixagem por Rivelito Junior

Projeto Gráfico por Diogo Galvão (Tampa Studio)

Produção Executiva por Shilton Roque

Gravado entre Abril de 2015 e Julho de 2016
Todas as faixas por Born To Freedom

tags

license

all rights reserved

about

Born to Freedom Natal, Brazil

Will you give up the fight?

contact / help

Contact Born to Freedom

Streaming and
Download help

Track Name: Intro (Feat. Rafael XVX)
memória contra o esquecimento, a vida é luta, movimento
não palavras ao vento, perceba que essas possuem raiz
radical etimológico, (contra o) capital ilógico
lógica perversa onde lucro é o juiz
fim da guerra por bandeiras, guerra contra as fronteiras
que separa os que lucram de nós que produzimos
falácia retórica, a afirmação categórica:
o "fim da história" – não chegou e resistimos
há um grito insurgente na esquina do continente
latente guerra de classes, disputa do excedente
nascidos pra liberdade na trincheira da cidade
verdade destrói as correntes sobre a mente
voltando algumas casas quando volto para casa
não é mercadoria quando a rima ganha asa
quando a melodia abre a utopia também cabe
o som toca profundo pedindo que não acabe
ontem tudo era cinza, trouxemos o preto & branco
traficou negros o branco, trouxe pestes e bancos
diáspora foi áspera, busco iluminação
popular aqui tem cor, urge a organização
com Malcolm aprendemos: vida é reinvenção
com Angela aprendemos: chave é a ação
memória esquecimento, vida é revolução
se prepare pra ouvir emancipação
Track Name: Wasting time
No more wasting time
Feel it deep inside
Never go back
And hide behind the Truth

Set yourself free or let me go

You have frozen your life
For some peace of mind
Recognize yourself
In a game where you may lose
Set yourself or let me go
The Mind is free I’ll let you know

Nothing makes sense
Everything is right
Just Keep the sound
Inside your heart
Track Name: When these things
when these things
start to fail and touch the floor
the sound of the most destructive bomb
is now outside knocking on your door

help me please
to save my place to save my space
together we are growing old
with this hate

this second will never come back
don’t you remember ever acting?
this is the chance that you have to look back
and feel brand new

self-steem for me and you
is all we need to live
naturality, strength and truth
for every single day
Track Name: Noisy place (Feat. Rodrigo Lima)
Now I finally have a chance, take me back home
Now I want you to fail even more (bad)
This (Here) is a noisy place where you cant even talk
Go away before they call on you
Just another mistake and i will pay for
My eternal doubts

When hope is not the answer
When hope is not your cure
Quem espera nunca alcança o tempo é agora, faça!
Tome a vida em suas mãos

Those symbols dont have any meaning here
I see the regress of your flag
And when the faith is lost
Your idols are all very far

No regret for imobility
No excuse for complainings
O caminho de quem busca é mais viável do de quem deseja
Hope is not the answer
Track Name: Real walls (Feat. Victor Francisco)
Where’s the mistake? In which book will
I find the theory for us not to be apart of all this?
how long should I believe
that standing still won’t make things worse?

Weapons were given and instead of a shooting to a (real) enemy
we aimed at ourselves. We are the sons of a big joke,
for believing that a flag makes us the same.
The exploitation here is the same (from the other side), and same again
(the war’s not of the nations
The real walls are not borders but the accumulation)
by some of what belongs to all
It`s not a wall that will save us,
neither will a flag make us fight

(it`s the consciousness that we don`t a nation,
and our boss is the one who kills us
Without flags, without borders,
my fight is for freedom, not for another slavery)
Track Name: What a mistake
What a mistake what an awful life
Thank you for all the hate
What a mistake what an awful life

I’m living in the hole of my crucified soul
I dove into all my regrets
We can go we can go ahead
I should move myself to feel these chains
This room isnt my place
The door’s open and we’ll go ahead
I never hear your voice, you always let me down

What a mistake what an awful life
Thank you for all the hate
What a mistake what an awful life
Thank you for all the hate
Track Name: Lights of men
Pay attention to what i want to say
You seem just like the other day
When you stayed up all night long
In front of that tv, like a stone

They will invite you once again
But there's nothing more to understand
Without action you are holding on
You’re another victim to sing this song

It's on our sight
Bring back the lights of men
That refuse their rights
Are they afraid of breaking these chains?

The worst way to treat a man
Is taking off the strength from his hands
And the next best thing to be done
Is recognizing that you're never alone

It's on our sight
Bring back the lights of men
That refuse their rights
Are they afraid of breaking these chains?

It's on our sight
Bring back the lights of men
Will you give up the fight?
Are they afraid i was born to freedom?